quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Não penso no fim

Já não me justifico
Já não grito
O silencio é a voz da magoa
Já não penso no fim
Na impossibilidade de não ser
Olho apenas o meu passado
Para consertar o presente
E vivenciar o meu futuro.

Hannah Lessa