terça-feira, 17 de junho de 2014

Somos o que sentimos...

"Quando  sonhos adormecem não há como despertar estrelas.
E de repente tudo fica tão distante...
Porque tantas coisas nos escapam, porque fugimos tanto do que somos, porque deixamos passar o instante...
Porque cobramos confiança e duvidamos de nós mesmos.
Porque buscamos certezas e abandonamos crenças.
Porque pedimos desculpas pra poder voltar a dormir.
Porque falamos em perdão sem pensar, de fato, na redenção.
Porque queremos asas e nos detemos em abismos.
Porque buscamos flores e desfiamos espinhos.
Porque esperamos chuva mansa e  provocamos tempestades.
Porque procuramos sol e cuspimos trovões.
Porque pedimos calma e desencadeamos terremotos.
Porque fazemos promessas e tecemos impossibilidades.
Porque esperamos o toque e contemos a pele.
Porque queremos música e compomos silêncios.
Porque buscamos leveza e nos tornamos rocha.
Porque ensaiamos pétalas e desperdiçamos rosas.
Porque abrimos caminhos e impedimos o acesso.
Porque almejamos céus e negamos sonhos.
Porque queremos presença e cumprimos distâncias.
Porque detestamos ausências e impomos solidões.
Porque desejamos noites de lua cheia e esvaziamos corações.
Porque cobramos afeto e desaprendemos o gesto.
Porque queremos que o outro seja o que frequentemente não conseguimos ser."

(Cris) -
http://precisotantoaproveitarvoce.zip.net